terça-feira, 25 de agosto de 2009

Yeah!

Que coisa, não? Já estou pondo outro post em tão curta vida deste blog. O que posso dizer? Há muitas coisas acontecendo sucessivamente aqui.

Hoje algo que eu queria, eu queria muito, como eu queria, aconteceu. Aconteceu pouco tempo depois de a necessidade surgir, verdade, mas aconteceu. Aconteceu de forma tão repentina, tão inesperada, que eu relutei em acreditar. Sabe quando você se prepara para o pior, prende a respiração, toma fôlego para mergulhar e, de repente, não precisa mais? A má fase passa e o pesadelo vira somente susto? Pois é, foi assim. Deve ser como ganhar na megasena acumulada, você vê os seus números, mas demora em acreditar que conseguiu.

Enfim, é engraçado. É algo que eu tenho há algum tempo, perdi, senti falta e voltou. De certa forma poderia dizer que voltou a ser como era antes, mas não vejo assim. É como uma experiência de quase morte: em teoria não muda nada, mas na verdade muda tudo. É como se você ganhasse uma segunda chance, pudesse morrer e voltar, tentar de novo.

Talvez as especulações imobiliárias façam com que alguns prédios deixem de ser construídos e se invista mais na reforma dos já existentes. Afinal, às vezes a melhor casa nova é a sua, redecorada. Para que olhar para fora quando aquilo que mais queremos já está lá dentro, contigo?

Um comentário:

  1. Te acalma, foi só mais um dos muitos sustos que ainda vamos tomar!

    ResponderExcluir

Deseja comentar o texto acima? Perfeito! Elogie, concorde comigo ou vá embora.